12.4.09

DOMINGO DE PÁSCOA

["páscoa anos 70" - foto publicada em paradadegonta; todos os direitos de publicação são reservados]
Há alguns anos, na minha família, a Páscoa era celebrada em família.
Agora os velhos morreram e já ninguém quer saber.
Não há o enquadramento religioso, mas também ninguém está interessado na reunião familiar ou no convívio. Celebrar o renascer, a vida... ah, isso também pouco importa. E, aliás, se mete comer e beber significa que alguém tem que desembolsar e, por isso, o melhor é fingirmos que isto não interessa nada e faz-se um almoço como os outros domingos e pronto.
... e é isto a Páscoa de hoje.
Hoje que até tenho duas famílias, a festa podia ser a dobrar... mas não é.
Que saudades do tempo em que a avó exigia aos gritos que todos fossem almoçar a sua casa nesse dia. Saudades do cabrito (que nem gosto), dos doces e da festa. Saudades das celebrações que faziam sentido.
Eles, os velhos, é que sabiam tudo...
nós, com a mania que somos moderninhos, perdemos tudo.

4 comentários:

José Trincão Marques disse...

Bom post.

marteodora disse...

Se quiseres, podem vir até minha casa. Tenho aqui uma famíla inteira para ti, amêndoas, ovos de chocolate, torta de laranja e muito, muito afecto.
A porta está aberta.
Bjinhos.

marga disse...

Obrigada Teodoroa!
afinal, acabámos por ter uma páscoa em família...já não como outras de outros tempos, mas... os tempos são outros. Tenho que me habituar!

Madalena Muñoz disse...

Querida Marga: vê se consegues visualizar isto
http://docs.google.com/Doc?id=dcdr8578_20fnmhg5gz&hl=en

Sobre a Páscoa, claro...

Mil beijos e lamento o teu lamento, pois reflecte sentimentos nobres e comoventes.
Madalena