31.8.09

olha que coisa mais linda, mais cheia de graça....

Sim, já tenho, finalmente, as minhas Melissa!!
Comprei-as no Brasil, a pouco mais de 25 euros.
Não resisti e comprei logo dois pares... da colecção de Inverno.
No Rio de Janeiro já as comecei a gozar mas agora, a sério, a sério, só lá para os finais de Setembro quando o Outono chegar...

PARAbÉNS, *PeRUcA*

["dentro de um tamanco", Holanda, verão 2008]

Há pessoas com génio, com garra, com vida, com força de viver , com força para dizer "Odeio-te", "amo-te", "quero-te", "já não te posso ver", "quero férias", "quero gritar", "quero VIVER!"
Há pessoas que ajudam a girar o mundo, há pessoas que o seguram, há pessoas que o empurram. Há pessoas que não têm medos, há pessoas que às vezes têm e fingem que não têm...
Há pessoas que têm um dom. Há pessoas que nos dão um mimo quando menos esperamos e nos conseguem fazer felizes a qualquer hora, porque são simplesmente ImpREvisíVEiS, iNEspEraDoS, suRPreenDeNTes!
À tua,
* PerUca!

Tenho que agradecer pela vida. Como não acredito em deuses, agradeço ao Universo... à Mãe Natureza

Agradeço por poder sentir com todos os meus sentidos.

27.8.09

MAN - Costa do Marfim - No ano passado foi assim

«Voici un petit rapport de mon voyage en Afrique, plus précisément à Man, du 18.10. - 01.11.2008.
Après 6 heures d'avion entre Paris et Abidjan, la Sœur Anastasie d'Abidjan est venue nous accueillir à l'aéroport. Je suis partie en compagnie de M. José Luemba, membre de notre Comité et ami personnel de la Sœur Geneviève à Man.
Le lendemain nous sommes partis en voiture vers Man, +- 700 km sur des routes plus ou moins abîmées, selon les endroits.
En arrivant à la ville de Man, il y a des postes toujours gardés par des rebelles, qui contrôlent encore la ville depuis la guerre (de 2002-2004). Tout a été saccagé et abîmé. Il n'y a plus de préfecture, plus de bâtiments qui sont restés intacts, il n'y a pas de Postes, strictement rien. Les habitants de Man ont été complètement oubliés par les autorités.
Le lendemain, les deux monitrices du Centre qui s'occupent de nos enfants, avaient prévus de me faire visiter quelques familles des enfants parrainés.Nous sommes parties très tôt, car vers 10h00 le soleil ardent devient insupportable. Pendant les longs parcours à pieds sur la terre rouge, j'ai vu partout des ordures (celles qui ne sont pas biodégradables seront brûlées), les petits ruisseaux très impropres, partout des mouches, des enfants qui jouent dans la saleté, etc. Arrivées dans les familles, j'ai toujours été très bien accueillie, les enfants mal habillés, une pure misère. Dans leurs maisons à deux pièces, les enfants dorment tous dans une pièce sur une natte (tapis) par terre. Au plafond il y a un moustiquaire pour tout le monde pour se protéger des moustiques (paludisme) très dangereuses. Dans l'autre pièce dorment les parents.Dehors il y a un endroit où ils font la cuisine par terre sur un feu de bois, des WC il n'y ont a pas, ou il y a un trou plein de mouches. La douche c'est de l'eau prise dans leur puits, c'est tout. Pour une européenne, c'est dure de voir des enfants et des humains vivre dans ces conditions. Mais c'est pour témoigner de tout ça que je suis partie. Et je suis heureuse, car j'ai été très bien accueillie de la part des Sœurs du Centre (Sr Geneviève, Sr Marga, Sr Isabel) et aussi de la part des familles de nos enfants. Tout le monde met le sourire sur leur visage triste et marqué par une guerre cruelle.»

T. Rehlinger
http://www.anges-afrique.com/index.html

17.8.09

[foto Luís Santos; 04.07.2009 - a festa]

«Não existe fórmula, seu casamento pode ser pequeno, grande, ter custado uma fortuna ou ser simples, o importante é o carinho, abraço apertado, muitos beijos, pessoas conversando animadamente, dançar e brindar muito.
... se sua festa vai ter pista de dança, é lá que os noivos devem ficar a maior parte do tempo, porque todos os convidados vão querer ficar perto, e vai todo mundo se divertir na pista!»
In http://vestidadenoiva.com/

Nós cumprimos a dica e deu um resultadaço: todos se divertiram até altas horas e dançámos, dançámos, dançámos... e rimos, rimos tanto! Dá para ver na foto, não dá?

marga anda a pensar no futuro, enquanto vive o presente

[ foto Elvis; Porto, 8.8.2009]

10.8.09


Rio de Janeiro
gosto de você
Rio de Janeiro
gosto de você


Rio, Rio de Janeiro cortado por montanhas, mar e desespero
Rio, Rio de Janeiro cortado por montanhas, mar e desespero
Cortado por favelas, balas, fuzileiros, fuzileiros suicidas, dominantes das alturas guerrilheiros capitais guerrilheiros capitais
Formado um apartheid social que provoca o vazio preenchido pela droga na sociedade que explora o consumo. Além do cidadão.
Rio de Janeiro
gosto de você
Rio de Janeiro
gosto de você
Rio, Rio de Janeiro cortado por montanhas, mar gentil maneiro
Rio, Rio de Janeiro cortado por montanhas, mar gentil maneiro
Metropolitano brasileiro que madruga sem dinheiro. Carioca de origem que trabalha no sinal mas não metralha trabalha no sinal mas não metralha
Rio de Janeiro
gosto de você
Rio de Janeiro
gosto de você
Premiado pelo mundo simpatia tá na cara do turista enlouquecido na beleza guanabara
I love. I love. I love, i love you i love. I love. I love, i love you i love. I love. I love, i love you
i love. I love. I love, i love you
Rio de Janeiro
gosto de você
Rio de Janeiro
gosto de você
Premiado pelo mundo simpatia tá na cara
Rio de Janeiro
gosto de você
do turista enlouquecido na beleza guanabara
Rio de Janeirogosto de você
Rio….

(Elza Soares)

7.8.09

Rio de Janeiro: os sítios onde não fui e gostava de ter ido...

real gabinete português de leitura
biblioteca nacional do Brasil Mas um dia destes volto ao Rio!

Esta querida do www.consultoriodenutricao.blogspot.com/ faz este desafio. Vamos fazer as nossas listinhas?

"Today I’ll make a list of things that I would like to do just for me and no one else.
My list can contain things I’ve always wanted to do: things that are fun, things that are relaxing, or things I’ve only dreamed of doing.
I am beginning to realize what I want instead of what someone else tells me to want.
I’m also beginning to realize that the things I dream of doing can be achieved."

Hoje no diário económico

«Todas as empresas da bolsa já estão a dar dinheiro
Marta Marques Silva e Tiago Figueiredo Silva 07/08/09 00:15

A euforia está de volta às bolsas. O principal índice nacional, PSI 20, é o único no mundo com todas as empresas a render dinheiro.

Pouco mais de sete meses. Foi precisamente este o tempo de que todas as cotadas da bolsa de Lisboa precisaram para dar dinheiro aos investidores. O momento já era aguardado há muito, mas só ontem as 20 empresas do índice de referência nacional passaram a estar positivas desde o início do ano. Uma "proeza" que só foi alcançada devido à valorização recente do BCP - subiu 11,2% esta semana - que, após ter reforçado a confiança quanto aos rácios de capital e de ontem ter lançado mais uma emissão de dívida no valor de 200 milhões de euros, atenuou os receios dos investidores quanto à necessidade de vir a aumentar o capital.»

BEm, mas na realidade o que é que isto quer dizer? Cuidado com as euforias precipotadas, meus amigos. Cuidado! A verdade é que nada disto se traduziu ainda em mais emprego e "melhores condições de vida" para as PME...

5.8.09

made by MaRGa

Há uns dias fiz esta salada e como gostei e os meus comparasa também), vou partilhar aqui a receita de inspiração minha e só minha!

- papaia
- gambas mini (cozidas, claro!)
- delícias do mar
- sementes de trigo (ou caju; fiz com sementes de trigo mas acho que com caju ficará melhor)
- raspas de chocolate negro
- leve rega com whiskey
- hortelã (não pus, mas senti a falta e por isso recomendo)

Servi como entrada... mas façam o que entenderem.
Era fresca - como se quer no Verão -, exótica e um tanto afrodisíaca...
Experimentem.

4.8.09

3.8.09

de volta ao trabalho e à vida real

http://frasesilustradas.files.wordpress.com/2007/11/trabalho1.jpg e eu que ainda não estava entediada, mas já estava viciada em comida japonesa, em não ter horários e em amor... e como estava a ficar pobre, resolvi vir trabalhar por mais três meses (tem que ser assim aos poucos para não ter nenhum esgotamento, não é?