13.1.10

Alguém se quer deitar a adivinhar o que isto quer dizer?

Ora, desde que o ano 2010 chegou já
tive duas vezes sonhos em que estava a fugir.
Fartei-me de correr e quando acordei estava cansada.
A primeira vez, sonhei que estava a fugir de uma onda gigante, corria, coria e a água aproximava-se...
A segunda vez, sonhei que estava a fugir de um (ou dois) cão raivoso, corri tanto, tanto e acordei... Não sei se ia ser apanhada pelo cão ou não...

Há uns anos o meu pesadelo era ir descendo umas escadas e a certa altura o caminho ia ficando estreito, cada vez mais estreito, até quase me esmagar... era asfixiante. Depois descobri que tinha uma certa dose de claustrofobia (se é que isto pode ser doseado...  digamos que não me sinto bem em locais fechados do tipo elevadores, aviões e muito menos locais no subsolo, tipo grutas).

Aguardo os vossos coments sobre o assunto...





  

2 comentários:

marteodora disse...

Bom, não sei, mas vou partilhar os meus piores. Ultimamente, ños sonhos que me lembro) de cada vez que num sonho tenho de chegar a algum lado, há sempre qualquer coisa no caminho que me impede e acordo sempre antes de concretizar um caminho.
Nas minhas fases de depressão existencial sonho, frequentemente, que esou num elevador e aquela m. de repente despenca comigo lá dentro.
Tá-se a ver que acordo antes da batida no solo, óbvio.
Portanto, cara Marga, não és um ET.
Mestrado, correria, amigas com filhos, casadinha de fresco, amigas grávidas, podem ajudar a explicar a onda gigante.
Eh pá, a do cão raivoso é que é mais difícil...
Bjs.

marga disse...

Chérie, obrigada pela pertilha :)