19.7.10

Anges d'Afrique_ novas crianças para apadrinhar em MAN (Costa do Marfim)

Como funciona?

A Associação Anges d'Afrique, do Luxemburgo (ver site), promove o apadrinhamento de crianças (entre outros projectos) da vila de Man, região Les Montagnes, Costa do Marfim. São apadrinhadas apenas crianças cujas mães estejam a estudar no Centro de Formação Técnica Feminina de Man ou que façam prova de que estão a trabalhar. O apadrinhamento é apenas uma forma de ajudar a família a tornar-se autónoma. Com apenas 20euros por mês é possível fazer a diferença na vida de uma família da vila de Man.

Os 20€ pagam exactamente o quê? livros, escola, uma refeição quente, cuidados de saúde... Os 20€ são suficientes para isso?
Bastou-me estar lá para ver com os meus olhos!
Quando estive na Costa do Marfim, participei em várias reuniões entre os membros do Luxemburgo e os responsáveis por gerir o dinheiro, em Man (irmã Genoveva - uma angolana que é a directora do Centro de Formação Feminina, e o Pe. Emanuelle, tb responsável pela gestão do Centro e secretário do arcebispo de Man). Nessas reuniões pude perceber se o dinheiro estava a ser bem gerido e voltámos a refazer contas para ver se estava a chegar para tudo o que era preciso. Então estes são os valores encontrados para cada criança (em média, claro):

     para a saúde (consultas + medicamentos) - 652 CFA = c. 1euro



     para pagar a inscrição escolar - 2589,50 CFA = c. 4 euros



      para ração alimentar - 6393,50 CFA= c. 9,75euros



      pagamento do salário das monitoras - 1992,75 = c. 3 euros

O que dá um total de 11627 euros = c. de 17,75 euros.

Como podem ver, sobra ainda algum dinheiro que entra na gestão corrente, uma vez que são valores média, isto é, há meses em que um menino pode precisar mais de cuidados de saúde do que outro, ou que pode precisar de comprar uma bata para a escola, e esse dinheiro é retirado do valor excedentário.



A minha/meu afilhada/o ou alguém da associação vai-me pondo a par do estado dela? de quanto em quanto tempo?
Sim, recebemos informções dos nossos afilhados.
A Anges d'Afrique exige aos responsáveis do projecto em Man que sejam enviados relatórios de três em três meses.
Por isso, em princípio, as notícias chegam, pelo menos, trimestralmente.
Quem quiser, e se falar francês, pode-se pedir autorização à família para dar o seu número de telefone ou outro contacto para que comuniquem directamente. Também há a hipótese de contactar directamente o Centro de Formação Técnica Feminia (Foyer Notre Damme), de Man.
 
QUERES ENTRAR NESTA AVENTURA? EU JÁ ENTREI!
O meu afilhado chama-se Rodrigue e tem agora um aninho!

Sem comentários: