6.9.11

incompreensível

foto roubada aqui

Há coisas que eu não entendo.
Não entendo como é que o tempo pára
quando estamos juntos,
como é que o mundo fica
suspenso nos nossos suspiros.

Não entendo como é que me corre nas veias
o desejo e a paixão
do primeiro dia em que te vi,
mesmo que esse dia tenha sido já há meses, anos, décadas quase…
Mesmo que esse dia tenha sido uma noite.

Não entendo a emoção inexplicável
que é, ainda hoje, ver-te sorrir…
Sentir a tua felicidade
emociona-me e faz-me sentir feliz.

Não entendo,
mas a tua mão na minha
faz-me corar,
faz-me tremer por dentro
e desejar-te, desejar a tua pele
na minha, a colar.

Não entendo, mas não me importo.
Gosto assim.


Marga
[qualquer dia, qualquer hora]

2 comentários:

Isabel Pires disse...

As emoções são para ser sentidas e vividas. A tentativa do ser humano querer encontrar explicações para tudo, pode quebrar o mistério do amor. É deixar a felicidade acontecer.

marga disse...

é isso, isabel!
é isso mesmo.
boas viagens e excelentes leituras... do mundo.