14.6.12

para sempre

foto marga; junho.2012


«Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.
...
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.»

Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

*Pérola* disse...

:D

E S P E C T Á C U L O ;P

Força nisso!...

BeijOoOoOO

Anónimo disse...

Que pequenote liiiiiiiiiiiindo! com a carinha do Saulo! bom... também há-de ter alguma coisinha da mãe!!! beijitos.

silvia